Metodologias Ativas – Sala de aula invertida | Disponibilizando vídeos

Olá.

Continuando sobre Metodologias Ativas, especificamente de sala de aula invertida (Que tem como objetivo prover aulas mais produtivas, participativas e menos expositivas, com o intuito de estabelecer maior engajamento dos alunos no conteúdo e melhor utilização do tempo e conhecimento do professor), muito temos que fazer para tirar melhor proveito desta prática. Não falamos aqui de ensino a distância, mas sim da melhor utilização do tempo que o aluno tem em sala de aula e o tempo utilizado para estudos fora dela.

A sala de aula invertida tem como um dos seus objetivos favorecer o protagonismo do aluno, deixando-o mais ativo e autônomo nos seus momentos como aprendiz, mas para isso  o professor tem que se preparar muito para não enfraquecer a relação do aluno na sua busca por conhecimentos.

Jonathan Bergmann e Aaron Sams, um dos maiores especialistas nesta metodologia, são enfáticos e afirmam que: “O professor não irá trabalhar menos invertendo a sua sala de aula”. Muitas vezes o professor terá mais trabalho na elaboração dos materiais e nas suas intervenções, porém poderá focar sua aula nos assuntos que realmente interessam e demandam mais atenção por parte dos alunos, deixando-os ativos naquilo que realmente se interessam em apreender.

Nós professores sabemos que muito do que falamos e repetimos  durante uma aula tradicional se torna enfadonho  e tira a atenção dos alunos. Quase sempre perdemos o foco tentando resgatar nossa audiência perdida com assuntos não mais interessantes. Neste caso, a parte dita menos importante da nossa aula, poderia ser explorada com a utilização de vídeos, assim os alunos contam com o recurso de “aumentar a velocidade em até duas vezes” (Recurso disponível na maioria dos players de vídeos, inclusive no YouTube), isso significa que o aluno pode avançar a aula na medida que o conteúdo que ele está visualizando já faz parte do seu dia a dia e já tem consolidado o conhecimento no tema, desta forma possibilitando partir para outros tópicos mais importantes/interessantes para ele.

Abaixo, fazendo relação com o post anterior, apresentamos de forma prática como o professor pode disponibilizar um vídeos para seus alunos, além de adicionar orientações e visualizar dúvidas e comentários, que poderão ser temas para as discussões futuras na sala de sala.

Se fizermos uma comparação com a metodologia tradicional que deixa o aluno num papel passivo, simplesmente ouvindo calado as explicações do professor, ao inverter a sala de aula e fazendo com que o aluno assista às aulas fora do ambiente da escola, a participação do discente será mais ativa e focada.

Sugestões para leitura sobre o tema!!

Como aplicar a sala de aula invertida com seus alunos?

Que tal aprender muito mais sobre esta poderosa ferramenta? Você, docente antenado, precisa saber muito para ser diferente dos demais e para isso apenas conhecer por conhecer não  fará você diferente. Busque conhecimento onde realmente se ensina, com qualidade e suporte necessário.

Clique na imagem abaixo e descubra como é fácil se atualizar para os novos desafios da educação!!

Henderson Tavares

Técnico em informática para internet, Graduado em Informática para a gestão de negócios, Licenciado em Informática, Especialista em Educação, Mestre em Engenharia de Computação e doutorando na mesma área pela FEEC – Unicamp – Campinas – SP. Professor de TI com experiência no ensino fundamental, médio/técnico e superior.

Emerson Rodrigo Baião

Técnico em Informática, graduado em Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Licenciatura em Informática, graduado em Pedagogia, Especialização em Redes de Computadores e em Psicopedagogia Institucional e Mestre em Educação pela Faculdade de Educação – Unicamp – Campinas – SP

Estéfano Vizconde Veraszto

Físico e Doutor em Educação Ciência e Tecnologia pela UNICAMP, com estágio na Universidade Complutense de Madrid. Professor Adjunto da UFSCar, Campus Araras. Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática.

Compartilhe:

Deixe uma resposta